Não foi suicídio: fisioterapeuta Cleyton Leite é preso acusado de participação na morte de esposa

0
4

Blog Nill Júnior

Acaba de ser preso temporariamente o fisioterapeuta Cleyton Leite, responsável pela Clínica da Dor.

Segundo o blog apurou a prisão foi pedida pelo Delegado Ubiratan Rocha e autorizada pelo judiciário. A prisão vale por 30 dias.

A investigação de Ubiratan indica a ligação de Cleyton com a morte de sua esposa, dia 28 de setembro, no banheiro de seu consultório, na Clínica da Dor, em Afogados da Ingazeira.

Aiane Michele Pereira Gomes Leite, de 26 anos,  teria sido encontrada pela secretaria atendente da clínica, enquanto Cleiton atendia a um paciente em sua sala.

As primeiras informações eram de suicídio, mas a polícia e família teriam desconfiado do comportamento do profissional. A investigação indica que teria havido maquiagem do local do crime e a possibilidade é de feminicídio. O laudo traumatoscópico confirma que ela não se matou e sim foi vítima de estrangulamento.

A Polícia investiga se outras pessoas ajudaram a mudar o local do crime, sob sua orientação ou não.

Natural de Itapetim, Cleiton Leite comandava o programa Mais Saúde, aos domingos na Rádio Pajeú FM, com retransmissão para a Rádio Gazeta FM, em São José do Egito. Ele estava se preparando para voltar a apresentar o programa. Para a polícia estava foragido, usando argumento de que estava em tratamento.

Aiane, era natural de Tabira e estava casada com Cleiton Leite há menos de um ano. O relacionamento vinha sendo bastante conturbado segundo áudios que a família disponibilizou para a polícia. A defesa de Cleyton ainda não se manifestou. Um irmão que mora nos EUA revelou ao blog que está vindo ao Pajeú acompanhar o caso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui