Carreata atrapalha celebração de missa em Santa Cruz Baixa Verde, e Padre emite nota de repúdio

0
936

Em Santa Cruz da Baixa Verde, no Sertão do Pajeú, uma carreata política acabou interrompendo atrapalha de uma missa na noite deste sábado (10), na Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro no centro da cidade.

O forte barulho provocado pelos jingles, ruído dos canos e buzinas das motocicletas causaram a indignação do Padre Maciel e dos fieis presentes na celebração religiosa.

O evento foi promovido pela coligação “O Novo com a Força do Povo”, a carreta seguiu pelas principais ruas da capital da rapadura, nas redes sociais o Padre Maciel se manifestou por meio de uma nota de repúdio.

Leia na íntegra a nota de repúdio da Paroquia Nossa  Senhora do Perpétuo Socorro:

                                     Nota Pública.
A Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro em Santa Cruz da Baixa Verde/ PE, assim como as demais, tem a sua programação diária, semanal, mensal e anual.
Diante desta afirmativa, seria fundamental que em tempo de pleito eleitoral (eleições), que acontece sempre de 4 em 4 anos para prefeito e vereadores, o candidato ou seus assessores procurassem, dialogassem com a Paróquia na pessoa do Padre, chegando a um acordo favorável às partes, no que tange a Celebração da Santa Missa e carreatas e demais manifestações.
Desse modo, seriam levados em conta dias e horários, evitando desse modo atritos, desconfortos e aborrecimentos, sobretudo, quando a Praça da Matriz estivesse no itinerário do encontro! O que aconteceu hoje, 10/10/2020, em Santa Cruz da Baixa Verde/PE configurou-se numa falta de temor de Deus, de desrespeito ao Padre, autoridade religiosa institucionalmente constituída e aos fiéis que estavam na igreja Matriz.
O deplorável incidente, mostrou-se ausente da sensibilidade ao direito de culto e às mais simples regras do bem viver, haja vista a grande irresponsabilidade notada por dezenas de fiéis estarrecidos diante do grotesco e impróprio episódio.
Mesmo diante de um barulho ensurdecedor o Santo Sacrifício da Missa foi celebrado, porém, sem que os católicos pudessem participar como convém. Escutar as palavras e acompanhar os ritos litúrgicos a tempo e em caráter meditativo que se necessita numa Missa, foi algo impossível hoje na Igreja central de nossa cidade. Nem mesmo o Padre ouvia a sua própria voz! Nos quase 08 anos de sacerdócio jamais havia passado por uma situação parecida!
É repugnante e lamentável!
Haverão outros momentos e manifestações antes do dia 15/12 e para isso é preciso diálogo, coerência, organização e discernimento para não prejudicar a Igreja com seus fiéis.
Como representante da Comunidade Católica de Santa Cruz, o Padre se coloca à disposição para receber conversar e chegando a um acordo frutuoso às partes.
Que Deus nos abençoe e nos proteja!
Pe. Maciel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui