Pandemia pode afastar eleitores das urnas e registrar número recorde de abstenções em 2020.

0
142

O cenário eleitoral para as eleições municipais de 2020, pode causar um número recorde de abstenções em razão da pandemia do novo coronavírus.

Muito se foi debatido sobre o assunto por especialistas, Congresso Nacional e TSE, a respeito das eleições que irão eleger os próximos representantes municipais em 2020.

Foi sugerido por uma parte, que as eleições só deveriam ser realizadas em 2022, para evitar riscos maiores de contágio da população, ideia descartada por outra ala que defendia um adiamento por um curto prazo.

Após diversas discussões, Deputados e Senadores aprovaram uma emenda constitucional, adiando o pleito para ocorrer em 15 de novembro em todo o país.

Em cidades que ocorrem 2° turno, ficou estabelecido a data de 29 de novembro.

Uma duvida que fica, é com relação ao número de abstenções que podem ocorrer, uma vez que o Brasil continua registrando altos números de casos da Covid, e que isso possa provocar receio dos eleitores em comparecer nos dias da votações.

Pernambuco registrou durante o 1º turno das eleições de 2018, um percentual de 17,90% de abstenção, isso representa que 1.175.896 (um milhão, cento e setenta e cinco mil, oitocentos e noventa e seis) eleitores deixaram de comparecer as urnas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui